fbpx

Parar de fumar com a hipnose, é possível?



Parar de fumar com a hipnose, é possível?


Parar de fumar com a hipnose realmente funciona? Confira agora mesmo nesse artigo completo sobre o assunto.

Quem já tentou se livrar do vício do cigarro sabe a dificuldade que é.
E até se pergunta como algo tão pequeno é capaz de ter uma influência tão grande na vida de uma pessoa, a ponto dela não conseguir se imaginar vivendo sem o cigarro.
E outras pessoas até conseguem se livrar por um tempo, mas o índice de recaída no vício é muito grande e porque isso acontece?

Emoção Associada ao Hábito

Por que junto com o vício existe uma emoção associada ao hábito de fumar e enquanto o cérebro continuar fazendo esta associação é praticamente impossível se livrar de uma vez por todas do cigarro.
Portanto, é muito importante saber que sensação ou sentimento ocorre na sua mente que desperta a vontade de acender um cigarro. Para alguns é a tristeza, para outros a solidão, sentimento de impotência diante de uma situação. Pode haver muitos outros motivos.

Tratamento

Mas gostaria de citar um caso específico que atendi na minha clínica, de um senhor que aqui chamarei de Antônio, que por mais de 40 anos teve como companheiro fiel o cigarro, estava muito decidido que aquilo não deveria mais fazer parte da sua vida, pois estava comprometendo sua vida profissional, porém não conseguia se livrar do vício pelos métodos tradicionais.

Técnica de Regressão

Foi então que recorreu à hipnose, utilizei com ele a técnica da regressão de memórias e ele retornou em sua mente aos 13 anos de idade, minutos antes de experimentar o cigarro pela primeira vez, relatava que neste momento estavam presentes seus irmãos e seus primos, e os via acendendo o cigarro e soltando bolas de fumaça no ar, e que isso lhe chamava muito a atenção e que achava muito bonito, além disso percebia que um homem ter uma carteira de cigarro no bolso da camisa era considerado um sinal de status, e que se não tivesse uma se sentia fora grupo.

Qual emoção era Associada

Ou seja, neste momento descobrimos qual a emoção associada ao primeiro momento que ele experimentou o cigarro: Sentimento de inferioridade, e isto o acompanhava durante toda a sua vida, durante muito tempo na sua roda de amizade, todos fumavam, e cada vez que ele estava com o cigarro em mãos, o sentimento era de se sentir aceito, poderoso.
Neste momento coloquei o Antônio de 53 anos de idade, para conversar com o Antônio de 13 anos, pois hoje ele enxerga o mundo de uma forma diferente de um adolescente, e depois de muita conversa, na sua imaginação conseguiu convencer aquele menino a não aceitar o primeiro cigarro, e não ser influenciado por seus amigos, e que o cigarro poderia fazer muito mal para a sua saúde e sua carreira profissional.

Uma nova História

Assim Antônio contou uma nova história para o seu subconsciente, e ressignificou a emoção de precisar ser aceito por seu grupo. Antônio, deixou ali mesmo na minha poltrona o cigarro e o isqueiro que o acompanhavam, e desde então nunca mais precisou fumar. Pois tratou a emoção que o fazia sentir necessidade do cigarro.

Autor: Junior Mores

Deixe uma resposta

Abrir chat
Dúvidas?